BOINAS VERDES
Home
Destaques
Associações
Historial
Histórias e Curiosidades
 
INSIGNIAS
Pára-quedistas
Cráchas em Portugual
Cráchas em Angola
Cráchas em Moçambique
Cráchas em Guiné-Bissau
 
FOTOS
Enviadas
Diversas
Recentes
Antigas
Curso de Pára-quedismo
Saltos
Final de Curso

 

EQUIPAMENTO
Boina Verde
Galil
G3
MG-42 (MG3)
Armalite AR-10
HK 21
Missil Milan
Canhão Carl Gustaf
Stinger Fim 92
Pára-quedas Aerazur
Pára-quedas CTP A2  

 

GALERIA
Colecção
Metal
Tecido
 
VIDEOS
Toros
Calistenias
Torre Americana

 

 

Canhão Carl Gustaf
1. Generalidades

O Canhão sem recúo CARL GUSTAF M2 é uma arma de origem sueca e utilizado pelos Pára-Quedistas Portugueses desde 1982, ano em que foi ministrada instrução pelo fabricante sueco a Oficiais e Sargentos Pára-quedistas.

2. Destino

Destinava-se a equipar, para além da Companhia Anti-carro, os pelotões de Apoio das Companhias de Pára-quedistas dos BPára11, BPára21 e BPára31.

Actualmente continua a equipar os Pelotões de Apoio das Companhias de Pára-Quedistas dos 1.ºBIPara, 2ºBIPara e 3ºBIpara.

3.Principais Características

Relativamente ao seu transporte ,é uma arma ligeira mas quando se fala no seu manuseamento , o canhão CARL GUSTAF M2 de 84mm, é uma arma colectiva cujo médio aproveitamento é obtido por dois homens: Apontador e Municiador. a arma é manuseada do mesmo modo que uma espingarda, podendo ser disparada nas mesmas posições: de pé , de joelhos, sentado e deitado. Esta arma, podendo utilizar vários tipos de munições para além da sua função anti-carro, é uma arma de múltiplas aplicações, nomeadamente: arma anti-pessoal , na produção de cortinas de fumo e na iluminação do campo de batalha.

 Quanto ao calibre, é de calibre  médio sendo o seu carregamento realizado pela culatra e de percussão mecânica, e não tem recuo porque o escape de gases pelo venturi igualiza as pressões. As munições são Standard e pode ser as seguintes: - Contra Pessoal - (HEAT) FFV551 ANTI TANK, (HE) FFV441-E e FFV441-B; Contra Pessoal e Anti-carro - (HEDP) Fumos - (Smoke) FFV469-B e iluminante -(ILLUM) FFV545.

A arma é constituída por: um cano ; tubo venturi; fecho do venturi; tubo suporte com mecanismo de disparar; apoio  do ombro com alojamento para o bipé; punho anterior e apoio da face que são fixos ao cano por anéis metálicos e cintas. Dispõe também de bipé, um visor telescópio, dispositivos de pontaria auxiliares e adaptadores luminosos para fogo nocturno.

Os Aparelhos de pontaria estão localizados no lado esquerdo da arma, pois importante de realçar que todo o apontador de CARL GUSTAF deve ter como olho corrector o direito, devendo ser recusado ao militares canhotos.

Pode dizer-se sem exagerar que o Canhão  sem recuo CARL GUSTAF M2 corresponde de forma satisfatória nas mais duras condições do teatro de operações, onde outras armas, nomeadamente de luta anti-carro, teriam dificuldade em operar. É, portanto, uma arma indispensável á Infantaria e especialmente ás Tropas Pára-quedistas, devido ao tipo de missão que normalmente lhes é atribuída no campo operacional 

4. Dados Numéricos

 

Arma 14,2 Kg
Visor Telescópio 1,1 Kg
Bipé 0,8 Kg
Saco n.º1 c/ Conteúdo 1,3 Kg
Saco n.º 2 1,7 Kg
Peso com todas as Componentes 29,5 Kg

 

Comprimentos
Arma

113 Cm

 

Com base no artigo
Publicado na Revista "Boina Verde" Nº 207
2004

 
Mandamentos do Pára-quedista


I - O Pára-quedista é um soldado de elite. Procura o combate e treina-se para suportar toda a dureza. Para ele, a luta é a plena manifestação de si próprio.

II - O Pára-quedista cultiva a verdadeira camaradagem. Só com a ajuda dos seus Camaradas consegue vencer; e é junto deles, e por eles, que morre.

III - O Pára-quedista sabe o que diz e não fala demasiado. As mulheres falam, mas os homens actuam. A indiscrição causa, normalmente, a morte.

IV - O Pára-quedista é calmo,prudente, forte e resoluto. O seu valor e entusiasmo dão-lhe o espírito ofensivo que o arrastará no combate.

V - O Pára-quedista sabe que as munições constituem o que de mais precioso tem frente ao inimigo.Os que atiram inutilmente, só para se tranquilizarem, nada valem; são fracos e não merecem o nome de Pára-quedistas.

VI - Pára-quedista não se rende.Vencer ou morrer constitui, para ele,ponto de honra.

VII - O Pára-quedista sabe que só triunfará quando as suas armas estiverem em bom estado. Por isso,obedece ao lema: "Primeiro, cuidar das armas, só depois, dele próprio':

VIII -  O Pára-quedista conhece a missão e a finalidade de todas as suas operações. se o seu comandante for morto, poderá, ele sozinho, cumprir a sua missão.

IX - O Pára-quedista combate o inimigo com Lealdade nobreza. Mas não tem piedade dos que,não ousando lutar do mesmo modo,se dissimulam no anonimato.

X - O Pára-quedista tem os olhos bem abertos e sabe utilizar ao máximo todos os recursos. Ágil como uma gazela, duro como aço,quando necessário, embora não o sendo, é capaz de agir como pirata, pele vermelha ou terrorista. Nada há que lhe seja impossível.


Hino do Pára-quedista

Paraquedista

Que andas em terra,

A tua alma encerra

Saudades do ar

 

E na conquista

Beijam-te as moças

Só p`ra que nao ouças

teu peito a vibrar

 

A morte é franca

Já te foi apresentada

ela de ti nao quer nada

Tem amor aos arrojados

 

A asa Branca

Quando a trazes desdobrada

é como a saia rodada

da moça dos teus pecados.

 

E quando em guerra

Mergulhares, fendendo o espaço,

Hás-de dar um grande abraço

Aos anjos que andam no céu

 

E quando em terra

Enfrentares audaz o perigo,

Gritarás ao inimigo:

- Alto aí ! Aqui estou eu


 
    Site actualizado em 30/04/2017
 
© 2002-2017