BOINAS VERDES
Home
Destaques
Associações
Historial
Histórias e Curiosidades
 
INSIGNIAS
Pára-quedistas
Cráchas em Portugual
Cráchas em Angola
Cráchas em Moçambique
Cráchas em Guiné-Bissau
 
FOTOS
Enviadas
Diversas
Recentes
Antigas
Curso de Pára-quedismo
Saltos
Final de Curso

 

EQUIPAMENTO
Boina Verde
Galil
G3
MG-42 (MG3)
Armalite AR-10
HK 21
Missil Milan
Canhão Carl Gustaf
Stinger Fim 92
Pára-quedas Aerazur
Pára-quedas CTP A2  

 

GALERIA
Colecção
Metal
Tecido
 
VIDEOS
Toros
Calistenias
Torre Americana

 

 

Enfermeiras:


Conheca um pouco a història das Enfermeiras Pàra-quedistas Portuguesas



Operações Pára- quedistas
 


Operaçao Zeta

Histórias e Curiosidades

 

Pára-quedas

Embora Leonardo da Vinci tivesse concebido um pára-quedas há 500 anos, foi Louis Lenormand quem primeiro usou este aparelho, saltando de uma torre em Montepellier, França, em 1783. A primeira exibição pública de saltos em pára-quedas decorreu em Paris em 1797 a partir de um balão, e foi efectuada por André-Jacques Garnerin, ex-inspector de balões do Exército Francês. Estes primeiros pára-quedas eram meros guarda-chuvas de tela, alguns com cerca de 8 metros de diâmetro.

O pára-quedas moderno, de abóbada flexível foi inventado na América por volta de 1880, e o primeiro com abertura manual por corda foi usado nesse país durante uma exibição de saltos em 1908

Maior formação de Queda Livre

A Equipa Mundial ´99 fez uma formação de queda livre de 282 pára-quedistas em 16 de Dezembro de 1999 por cima de Ubon Ratchathani, Tailândia, que formaram uma cadeia durante 7,11 segundos.

Os pára-quedistas saltaram a 7.010 metros.

Maior salto colectivo de pára-quedas

Um total de 558 pára-quedistas militares e civis de cinco nações saltou de 7 aviões que voavam acima  3660m da Base Aérea de Santa Cruz, Rio de Janeiro, em 18 de Abril de 2000.

Maior nº de saltos de Pára-quedas em 24 horas

Michael Zang (EUA) completou 500 saltos de pára-quedas em 24 horas num aeródromo perto de Decatur, Texas, EUA, entre 18 e 19 de Maio de 2001. Fez um salto de 640 m a cada 2 minutos e 53 segundos em média para arranjar dinheiro para as Olimpíadas Especiais    

Maior prova de Queda Livre

A Convenção Mundial de Queda Livre 2000, 10 dias, em Quincy, Illinois, EUA, de 4 a 13 de Agosto de 2000, atraiu 5.732 pára-quedistas registados de 55 países que entre si fizeram mais de 63.000 saltos. O dia -mais preenchido foi 11 de Agosto com 8.104 saltos, exigindo operações de voo, em média, a cada 1,08 minutos

 

Mandamentos do Pára-quedista


I - O Pára-quedista é um soldado de elite. Procura o combate e treina-se para suportar toda a dureza. Para ele, a luta é a plena manifestação de si próprio.

II - O Pára-quedista cultiva a verdadeira camaradagem. Só com a ajuda dos seus Camaradas consegue vencer; e é junto deles, e por eles, que morre.

III - O Pára-quedista sabe o que diz e não fala demasiado. As mulheres falam, mas os homens actuam. A indiscrição causa, normalmente, a morte.

IV - O Pára-quedista é calmo,prudente, forte e resoluto. O seu valor e entusiasmo dão-lhe o espírito ofensivo que o arrastará no combate.

V - O Pára-quedista sabe que as munições constituem o que de mais precioso tem frente ao inimigo.Os que atiram inutilmente, só para se tranquilizarem, nada valem; são fracos e não merecem o nome de Pára-quedistas.

VI - Pára-quedista não se rende.Vencer ou morrer constitui, para ele,ponto de honra.

VII - O Pára-quedista sabe que só triunfará quando as suas armas estiverem em bom estado. Por isso,obedece ao lema: "Primeiro, cuidar das armas, só depois, dele próprio':

VIII -  O Pára-quedista conhece a missão e a finalidade de todas as suas operações. se o seu comandante for morto, poderá, ele sozinho, cumprir a sua missão.

IX - O Pára-quedista combate o inimigo com Lealdade nobreza. Mas não tem piedade dos que,não ousando lutar do mesmo modo,se dissimulam no anonimato.

X - O Pára-quedista tem os olhos bem abertos e sabe utilizar ao máximo todos os recursos. Ágil como uma gazela, duro como aço,quando necessário, embora não o sendo, é capaz de agir como pirata, pele vermelha ou terrorista. Nada há que lhe seja impossível.


Hino do Pára-quedista

Paraquedista

Que andas em terra,

A tua alma encerra

Saudades do ar

 

E na conquista

Beijam-te as moças

Só p`ra que nao ouças

teu peito a vibrar

 

A morte é franca

Já te foi apresentada

ela de ti nao quer nada

Tem amor aos arrojados

 

A asa Branca

Quando a trazes desdobrada

é como a saia rodada

da moça dos teus pecados.

 

E quando em guerra

Mergulhares, fendendo o espaço,

Hás-de dar um grande abraço

Aos anjos que andam no céu

 

E quando em terra

Enfrentares audaz o perigo,

Gritarás ao inimigo:

- Alto aí ! Aqui estou eu


 
    Site actualizado em 23/11/2016
 
© 2002-2016